quinta-feira, 17 de março de 2016

Em vez de um ponto, uma vírgula.

       

         Sim... eu sinto a sua falta. As vezes me pego pensado, porque é que o tempo teve que nos afastar? Fico lembrando de tantas coisas que passamos juntas.. que vivemos. E não me conformo de ter deixado o tempo te levar para longe de mim.
         Onde foi que eu vacilei? Quando foi que eu deixei de me importar com a sua presença? Só agora pude perceber a falta que você me faz.
         Sabe, ainda sofro com a sua ausência. Quero puxar assunto. Mas talvez não importa tanto o que penso. Será que você ainda é a mesma?
         Me lembro de quando deixei de ser sua prioridade, e isso não faz muito tempo. Mas, só me dei conta dessa realidade,  quando você me fez perceber o quanto cada célula sua é importante para minha própria existência. Deixei você afastar-se de mim, porque não percebi que eu mesmo fazia com que, qualquer coisa na minha vida, fosse mais importante que você. Eu juro!! Juro que não era proposital. Eu só não sabia viver direito e muito menos organizar as coisas!
         Eu sinto muito. Eu errei. Confesso que errei. Ainda da tempo de voltar atrás? Posso voltar agora? Posso te pedir desculpas e dizer que percebi o quanto sinto sua falta? Eu sempre te amei mais que qualquer pessoa ou coisa. Posso querer te fazer sentir especial com coisas simples, assim como você sempre fez comigo? Posso ser a sua alma gêmea outra vez?
         Não sei se lerá isso. Caso leia... Só quero que saiba. Eu te amo... com todo meu, tempestuoso e ao mesmo tempo cálido, coração!

2 comentários:

  1. Que texto mais profundo! E ao mesmo tempo tao doce! Espero que tenha dado tudo certo! Beijo

    ResponderExcluir
  2. Difícil dormir quando seu quarto está em silêncio, mas sua mente tá tão alta... pensando alto.

    ResponderExcluir

Só de você ter chego à caixinha de comentários, ficamos imensamente felizes... Sintam-se à vontade para escrever e deixar suas opiniões... Valeu!